Online Workshop - Rendering Textures in Graphite

 

Basic summarized information 

(detailed information is further below)

The course addresses the representation, by means of graphite techniques, of textures found in nature. This edition will be entirely taught in English (with the peculiar Brazilian accent).


Scheduled to happen twice a week for 3 weeks in live meetings online via Zoom, Tuesdays and Thursdays, 3 hours a day. 


Two options of dates:

Edition #1- Appropriate for most time zones of the West Hemisphere: from 4 pm to 7:15 pm UTC. November 30, December 2, 7, 9, 14 and 16, 2021.

Edition #2- Appropriate for most time zones of the East Hemisphere: from 9 am to 12:15 pm UTC. February 8, 10, 15, 17, 22 and 24, 2022.


Price: USD 288. You can split the payment into two installments of USD 144. The first is paid at the moment of registration. The second is paid by November 25 for edition #1, and by February 3 for edition #2.


The class is entirely recorded when some student is missing so one can watch it afterward. The tutor’s individual advice on each student’s practice is mostly provided via recorded extra video classes uploaded on YouTube, thus live meetings can be entirely focused on teachings, demos, and answering questions. 


Pre-requisite: students must be experienced in observational drawing and skilled in perceiving and representing light and shade in graphite. However, beginners can benefit immensely from this course too, but then it is suggested that they previously study my free guidebook on graphite and watch my video class (enable English subtitles).


Technological apparatus: you will need to install Zoom (on any device with internet access) and WhatsApp (on your mobile phone). In case you prefer not to use WhatsApp, you can send me photos or scanning of your exercises by email. 


Registration: please read through all the complete information further below, where you will find the supplies list too (last item). If no question remains and you decide to enroll, send me an email at the address further below and I will reply and send you a payment request via PayPal. WARNING: I always reply in one day at maximum and always check my spam box, so if you do not receive any feedback from me, please resend the message or try reaching out to me through social media.

The message for registration must contain:

1. Your full name

2. The country where you live

3. Your mobile phone number (remember to include the country's code)

4. Your option of dates (edition #1 or #2)

5. Your option of payment (full payment versus split into two installments)

 As you receive the request and the payment is registered, I will reply confirming your registration and sending you the receipt.

Detailed information

Brief introduction

A drawing done purely in graphite can by its very nature provide a spectacular result. But besides that, mastering the graphite technique yields us the tools for a detailed investigation of the subject by doing previous studies, so we can grasp the essentials of light and shade before working with other media such as colored pencils, pen and ink, or even watercolors. This workshop offers the fundamentals for that as well, but focuses specifically on the richness of textures found in nature with all their diversity, and how to represent them artistically either using only graphite on white paper or else graphite plus a light-colored pencil on toned paper.  

— Workshop aims:

- understand the behavior of light which generates the effect of textures when reflected by the objects, and to correctly represent it

-  examine how the quality of reflectivity of an object is intrinsically linked to our presumed tactile sensation 

- work from the general to the particular view, thus avoiding waste of time

- investigate, understand, and correctly represent the surfaces’ microstructure in order to achieve the accurate overall effect

- comprehend the universal systems of shading that work for rendering most textures

- achieve the synthesis and balanced simplicity when representing complex patterns

- learn and use accessory tools that allow for handy and easy ways to render certain patterns 

- accurately observe and represent conspicuous and subtle aspects of the patterns of feathers, fur, thorns, hairs, scales, ridges, knobs, grooves, cavities, striations, clumps, grasses, trees, groves etc.  

 How this course works:

There will be meetings online live via the application Zoom with all the students and the tutor. Should some student be missing, the entire class is recorded and uploaded as an unlisted video on my channel on YouTube to be watched afterward.  

As for the classes’ content, biological subjects are examined and explained regarding their form, light and shade, and especially further details such as texture, indument, ornaments etc. Demonstrations provide methods for rendering all these aspects in graphite while describing how to make the best use of this technique. The students are encouraged to practice online, ask questions, optionally film their own hands while working and show their results afterward to receive advice. 

At the end of each meeting, some tasks are assigned, students may continue to practice, drawing appropriate objects of their own choice – or only parts of these objects –, and post their results on a group organized via WhatsApp, so that all works can be assessed by the tutor. 

In order to take the best advantage of the live meetings, the assessment of exercises and the individual advice is mostly furnished through extra video classes that are recorded and posted on YouTube as unlisted videos. Thus, every participant can also learn from the guidance offered to all the other students. Our main focus during live meetings then is the teaching of lessons and concepts, as well as the demonstrations, questions & answers. But of course, there may be some comments on the students' exercises even during these meetings, especially when the tutor recognizes the need for teachings that will help everyone at once.

— Price

USD 288 (two hundred and eighty-eight American Dollars). You can split the payment into two installments of USD 144. The first is paid at the moment of registration. The second is paid by November 25 for edition #1, and by February 3 for edition #2 (learn more about the different editions below).

Program and dates

The workshop consists of a series of 3-hours meetings (18 hours total) to occur during six non-consecutive days, on Tuesdays and Thursdays for 3 weeks. 

There will be two different editions, attempting to contemplate the different time zones in the world. 

Edition #1 is scheduled to occur on November 30, December 2, 7, 9, 14 and 16, 2021, from 4 pm to 7:15 pm UTC (with a break of 15 minutes). This edition is more appropriate for the West Hemisphere.

Edition #2 is scheduled to occur on February 8, 10, 15, 17, 22 and 24, 2022, from 9 am to 12:15 pm UTC (with a break of 15 minutes). This edition is more appropriate for the East Hemisphere.

Please consult a time zone converter to figure out what those times represent according to the time zone where you will be at the moment of the workshop. In short, regarding edition #1, 4 pm UTC means morning on the West coast of the USA, early afternoon on the East coast, and late afternoon in Europe. Regarding edition #2, 9 am UTC means late morning in Eastern Europe, early afternoon in India, mid-afternoon in Thailand, and evening in Australia. 

Of course, you are free to choose whatever edition you prefer, regardless of the time zone where you live.

Pre-requisites:

It is very recommendable that students have a good practical understanding of observational drawing and of the fundamentals for perceiving and representing light and shade. Should one have no experience on that, it will be possible to benefit even so, but then I recommend the previous study of the basic concepts provided by my guidebook on graphite, as well as the practice of the exercises proposed there. This guide is further explained by a public video class (download the guide here and watch the video here).

Technological apparatus you will need:

The application Zoom must be installed either on your PC, notebook, or mobile phone, and that is enough for you to participate in the classes. If you use your PC, you will need a webcam. The application WhatsApp must be installed on your mobile phone too so that you can share the result of your exercises and have them assessed by the tutor. In case you prefer not to use WhatsApp, you can send me your exercises by email.

The following procedure is not indispensable for your participation, but you may appreciate the idea: you can opt for turning your Smartphone into a camera and connecting it with your computer by using the software iVCam, available here. This program is offered for free in a low-resolution version (enough for the course), but for a very fair price you can purchase its best version. This will be enough for you to be able to film your own hands while working during the course, so that I can assess how you work and give you advice. 

Supplies list:

Below you find a list of some materials necessary for your practice as well as suggestions of specific brands and editions. All suggestions are based on my personal experiences, so keep yourself open to subverting the list. If you already have a good set of supplies, it is not necessary that you search for further variety only because of my recommendations. 

 1. Use a piece of parchment paper or paper towel under your hand to protect your drawing from your skin oils and humidity that can cockle the paper. Also, I recommend you avoid speaking over the paper before, during and after drawing, as invisible saliva sprouts can cause yellow spots of contamination in the long run.

2. Pencils: 

2.1. Graphite – (2H if possible) H, HB, 2B, 3B, 4B and 6B (7B if possible). Lately, my personal preference has become the Staedtler’s edition named Lumograph Mars Black, which I highly recommend. Unlike traditional graphite, these pencils feel waxy like chalk. The lead is thick and has a high proportion of carbon. They provide an intense shading with a mat finishing, tending not to produce the undesired effect of glare, even after overlapping many layers. The range of gradations is limited though, being HB the hardest, but the traditional H and/or 2H graphite can complement the set. 

Regarding traditional graphite, keep in mind that different brands may present different standards, thus be alert not to purchase, without testing, an HB and a 2B pencils from different companies (or from different product lines of the same company) which might possibly present the same grade of shade. Good brands in order of my personal preference are Staedtler, Lyra, Mitsubishi, Bruynzeel, Faber Castell, Caran D’Ache, Cretacolor, Koh-I-Noor. Derwent is a good and soft pencil, but the ones I have tested may have their lead’s tip crumbling down while we work, thus leaving small pieces of graphite on the paper (that was long ago, this may have been improved lately). Do not take that into account, though, if you own and appreciate the Derwent pencils and want to use them, in which case you do not need to purchase new pencils.

I remark that rare has been the pencil, even among the best brands, which does not eventually present crystals that grit the paper while stopping to scribe. Some brands get better from time to time, some worse, and even the most expensive pencils may disappoint us. We should then swatch constantly, rarely breaking relationships definitely with any brand. 

2.2. One light-colored Faber Castell Polychromos pencil (like ivory or white), or any similar pencil from the same brand or others. 

2.3. A mechanical pencil 0,2 or 0,3 mm with a B or 2B graphite to be used for contours and details is not indispensable but is welcome.

3. Soft white eraser: Sakura high-quality FOAM or Pentel hi-polymer SOFT. Avoid Staedtler Mars plastic, for it causes excessive friction, harms the paper and usually crumbles off in pieces.

4. Kneaded eraser: Milan, Sanford Design, Cretacolor, Faber Castell, in order of my personal preference among the ones I know. The video lesson mentioned above provides the demonstration of the use of a kneaded eraser. The precise moment of the video is on this link. Remember to enable English subtitles.

5. Paper: section 2.4 of my free Graphite Guidebook (download it here) offers some quite detailed discussion addressing various aspects to be taken into account before making decisions regarding papers. There are many different companies producing several sorts of paper and each one has its own traits, advantages and disadvantages. My personal preference is the middle ground between textured and smooth papers. Good possibilities are the Strathmore Bristol 300 series (vellum surface), Canson (Bristol, Dessin or Fine Face), Hahnemühle Dessin Lana. But again, it is worth it researching whatever you have available in your country, swatch them, and learn other artists’ experiences. Remember to test both sides of each paper for they often present different surfaces.

In the video lesson mentioned above, you will be able to see how I proceed during swatching. Notice in the video that some textured papers cause spontaneous dark spots to arise and this can become inevitable. The outcome can therefore be out of control in such cases. The test on the front face of each paper is always followed in the video by the test on its back face. Personally, I consider better papers are those which provide a relatively even texture (without unexpected stains) when we apply graphite in a constant and uniform manner, as I do in the video. Click on this link to access the precise moment of the video when these tests take place.

6. Artistic Ball Burnishers: this is a tool that can be very helpful for grooving the paper with minimum damage. It is not essential for this course, as it can be replaced with a dry ballpoint pen or a polished dry metal tip, or even by a mechanical pencil without graphite. But of course, the ball burnisher is quite specific and it is coined precisely for the kind of maneuvers we want to make on the paper.

7.  Desk sharpener: I suggest Derwent, Derwent Super Point or Rapesco. You can also opt for using a snap-off cutter blade, in which case I recommend watching this if you are not familiar with that use (enable English captions). 

8. Natural objects with attractive or intricate texture: a seed, a fruit, a vegetable, a densely nerved leaf or flower, a piece of bark, a piece of a twig, an insect, a shell, a rock, a nest, a bone, an animal skull etc. I recommend obtaining an object that you will be able to handle and draw from life rather than photos, which might often lead to misinterpretations of the object’s form. Besides that, if you were to use photos, you would not be able to look closer at it, turn it or move the light to investigate its details. The texture may be anyone you prefer, from thorny, hairy or woolly objects to ridged, grooved, bulged surfaces… or else objects presenting knobs, cavities, protrusions etc. 

Observation: We have plenty of stores selling good material, either via the internet or locally, and many artists share their experiences on websites and videos. Be careful though, because the experience of an artist with any given material can be thoroughly different from yours. Use their tips and advice, but trust only your own tests (that is, do question my own tips too). I have seen many artists definitely disappointed with excellent materials, myself included. Sometimes they have tested defective stuff or it is just that they do not find affinity with the results that some specific material provides. Different artists may either worship or curse the same exact material, thus do not be afraid of experimenting. 

Some further helpful information on papers can be found here.

Grafite e as Texturas da Natureza - intensivo Online e ao vivo


Novembro de 2021

Encontros via aplicativo Zoom.

Terças e quintas, dias 9, 11, 16, 18, 23 e 25 de novembro, das 13:30 às 16:30h (carga horária total: 18 horas). Aulas poderão ser gravadas para o caso de o inscrito perder alguma.

R$ 444,00 – à vista ou em duas parcelas 

A turma de Novembro de 2021 está lotada, mas caso tenha interesse no curso, por favor leia todas as informações mais abaixo com atenção. Se desejar participar, envie um email para entrar na lista de espera por desistências, ou para demonstrar seu interesse numa próxima edição do curso (que deve ser em Fevereiro de 2022).

____________________________________________________________________________

INFORMAÇÕES GERAIS:

Pré-requisitos:

é muito desejável o estudante ter bom conhecimento básico de desenho de observação e boa noção prática de sombreamento. Caso não haja experiência alguma, poderá haver bom aproveitamento do curso ainda assim, mas então sugiro estudar os exercícios de minha apostila gratuita de grafite (baixe aqui ou solicite por email), complementados pela vídeo aula gratuita (assista aqui).

Aparato tecnológico:

 o aplicativo Zoom (baixe aqui) pode ser usado no seu celular ou notebook, usando a câmera embutida. No computador você vai precisar de uma webcam, ou você pode transformar o seu celular numa webcam e conectá-lo ao computador, usando o programa iVCam disponível aqui (acione a língua portuguesa). O software é fornecido gratuitamente para uso em pouca resolução, ou em alta resolução por um valor bastante acessível, mesmo para a licença permanente.

Objetivos do curso:

- compreender o comportamento da luz ao gerar o efeito das texturas quando refletida pelos objetos, e representá-la corretamente

- compreender como a qualidade reflexiva de um objeto está intrinsecamente ligada à nossa imaginada sensação tátil deste objeto

- trabalhar do nível global para o particular, evitando assim a perda de tempo de entrar em detalhes desde o início.

- investigar, compreender e representar corretamente a microestrutura das superfícies, a fim de alcançar o efeito geral necessário

- compreender os sistemas universais de padrões de sombreamento que funcionam para representar a maioria das texturas

- alcançar a síntese e a simplicidade bem balanceada ao representar sistemas visualmente complexos

- aprender a usar ferramentas acessórias que permitem maneiras mais práticas e fáceis de representar certos aspectos visuais complexos e minuciosos

- observar e representar com precisão tanto os aspectos óbvios como os sutis dos padrões encontrados em penas, pelos, espinhos, escamas, cristas, saliências, sulcos, cavidades, estrias, touceiras, gramas, matagais, árvores, bosques, etc.

Descrição do funcionamento: 

Haverá encontros ao vivo nos dias e horários marcados, com o orientador e toda a turma presente. Caso algum inscrito não esteja presente, será gravada a aula e um link será enviado para que ela seja assistida posteriormente. Durante a aula, serão explicados conceitos e formas de representação visual das texturas encontradas na natureza, com auxílio de demonstrações e exemplos. Serão propostos exercícios e práticas com base em motivos e objetos didáticos e/ou materiais escolhidos pelos próprios estudantes. 

As práticas dos estudantes poderão ser feitas durante as aulas, concomitantemente com as explicações e demonstrações, e os resultados poderão ser avaliados pelo orientador durante o encontro ao vivo. Entretanto, para o melhor aproveitamento dos encontros ao vivo, durante as aulas online procuraremos focar mais em explicações e demonstrações. Assim, a avaliação sobre as práticas dos estudantes será feita sim, mas de modo breve durante os encontros. E será feita em mais profundidade apenas fora das aulas ao vivo, por meio de explicações extra-classe que serão gravadas em vídeo e enviadas. Desse modo, cada estudante poderá receber uma análise mais detida e sem pressa de seus exercícios, e aprenderá também com as práticas e as orientações dadas a todos os outros. 

Para ter seus exercícios avaliados, os estudantes participarão de um grupo de WhatsApp por onde enviarão fotos ou escaneamentos de seus resultados. Por ali mesmo já poderá haver explicações e avaliações breves de um ou outro trabalho, mas também poderá ser enviado um link para vídeos mais completos onde todos os trabalhos serão comentados em profundidade.

Materiais

Nas lojas virtuais Casa da Arte, Cia. do Papel, Casa do Artista, Fruto de Arte etc. é possível encontrar materiais com remessa por correio. Os materiais sugeridos abaixo trazem marcas específicas porque faz muita diferença no resultado o material que se usa, mesmo para uma técnica aparentemente simples como o grafite.

Apenas os materiais com * abaixo são estritamente necessários. Os outros podem eventualmente ser desconsiderados de acordo com sua preferência.

1. Papel toalha* ou manteiga para proteger o desenho abaixo da mão (essencial que a mão escorregue sobre o papel, e nunca o papel escorregue sobre o desenho).

2. Lápis* (se possível 2H), H, HB, 2B, 4B, 6B. Lápis de marcas diferentes podem apresentar diferenças na gradação, ou seja, o que uma marca chama de HB é o 2B da outra, por isso é bom usar apenas uma marca ou pesquisar, testando para obter as variações necessárias. Do contrário, pode acontecer de termos um HB de uma marca e um 2B de outra, mas ambos serem praticamente iguais. Sugiro Cretacolor (Áustria), Koo-I-Noor, Faber Castell 9000 ou ainda os de linha melhor: Staedtler, Caran D’Ache, Bruynzeel, Mitsubishi (Uni-Ball).  A linha "Mars Lumograph Black" da Staedtler é um excelente grafite com características dos mais refinados crayons e lápis carvão, e tende a não deixar o indesejável brilho de grafite. Mas possui apenas do 2B ao 8B. Derwent também é bom e macio, mas esfarela muito, soltando resíduos de grafite durante o desenho. Sugiro a leitura desse artigo sobre grafite, para obter informações úteis ao curso. 

3. Lapiseira 0,3 – não é indispensável, mas é bem-vinda, com grafite HB ou B para contorno e detalhamento. 

4. Borracha branca macia* Sakura high quality FOAM ou Pentel hi-polymer SOFT

5. Limpa-tipos*: Milan, Sanford Design ou Cretacolor (ordem de preferência)

6. Papel*:  Sugestões de melhor qualidade – Canson Fine Face, Arches Dessin, Canson Dessin, Hahnemühle Dessin, Acervo Debret, Strathmore Bristol 300 vellum ou smooth surface, ou qualquer papel que se queira testar, liso mas não excessivamente (saiba como testar papéis aqui). Também sugiro papéis levemente texturados, como é o caso do verso do Canson Mi-Teintes por exemplo. Aliás, caso deseje trabalhar com grafite e lápis de cor branco em papel de meio tom, adquira Canson Mi Teintes em cores de sua preferência (sugerido: gris flanelle, gris trianon ou tons similares). 

Papel Lay Out Canson 180 ou 220 g/m2 pode se prestar muito bem ao uso, mas sua lisura pode atrapalhar a prática de iniciantes  em grafite. Evitar papéis lisos demais como Bristol da Winsor & Newton ou da Canson, pois grafite precisa de alguma textura e papéis muito lisos tendem a saturar logo e começar a marcar. Nesse sentido, todos os destinados a nanquim como Fabriano 4L ou 6L, Canson Lavis Technique, ou mesmo todos os Satiné de aquarela não são muito apropriados por sua tendência a saturar, mas os Satiné podem ser testados e eventualmente ser bons.

7. Boleador ou ponta seca de metal – boleadores são metais com ponta esférica polida (há esferas de diversos tamanhos e todas são bem-vindas) que servem para sulcar o papel e criar texturas, pois assim o grafite não penetra os sulcos. A ponta seca de metal pode ser qualquer peça metálica fina, que tenha a  ponta lixada com uma lixa bem fina ou polida, para evitar rasurar o papel. ATENÇÃO: não compre boleadores em lojas de arte. Ao invés disso, faça uma pesquisa na internet por "boleadores de unhas". Você encontrará o mesmíssimo exato produto por um valor 5 a 6 vezes mais barato. 

8. Lápis de cor branco ou marfim, preferencialmente Polyhcromos Ivory. Não é indispensável, mas você pode querer trabalhar com grafite e lápis claro usado para realces, em papel de meio tom (conforme sugerido para o uso de Canson Mi Teintes acima na seção "papel"). 

9. Apontador de mesa (manivela) – sugiro Derwent, Derwent Super Point ou Easy Office. O apontador de mesa de boa qualidade poupa tempo incrivelmente e deixa a ponta ideal, sem desperdício e com acidentes muito mais raros do que quando apontamos manualmente com estilete ou apontador comum. 

10. Apontador comum ou estilete: caso prefira isso ao item 9 acima, veja aqui como apontar o lápis com estilete de forma correta.

Graphite Online Course / Curso Grafite Online

Guidebook and first video class for free! 
Guia de curso e primeira videoaula gratuitos!





Mora no Brasil?
Clique aqui para ler as informações sobre o curso.


Curso em Floripa - março de 2020


Curso de ilustração naturalista para introdução ou aperfeiçoamento à técnica do lápis de cor.

TURMA ADIADA 
(e lotação esgotada - nova data a ser planejada) 

Siga-me nas redes e fique alerta para novas turmas e vagas.

Voltado a praticantes iniciantes ou avançados das áreas de desenho, artes visuais, ilustração em geral, design, a biólogos, tatuadores, artistas têxteis/bordadores ou estudiosos da ilustração naturalista.

Serão discutidos, ensinados e demonstrados aspectos específicos da técnica do lápis de cor, seguidos de prática orientada com uso de material natural levado pelos alunos ou disponível no espaço do curso.

Pré-requisito: noções de desenho e observação de luz e sombra.

Local:
Nacasa Coletivo Artístico: R. José Francisco Dias Areias, 359 - Trindade, Florianópolis - SC.

Ministrante: Rogério Lupo, biólogo e ilustrador científico

Data: 21 a 23 de março de 2020 (sáb/dom/seg), das 9 às 17h (intervalo de 1h para almoço). Carga horária total 21h.

Valor: R$ 150 (inscrição – garante a vaga) + R$ 430 (até 15 dias antes do curso) = total R$ 580

Pagamento à vista: 10% de DESCONTO sobre o total = R$ 522
Vagas limitadas.

Primeiros 3 inscritos recebem uma reprodução de ilustração por cortesia

Mais detalhes e INSCRIÇÕES por email, escreva no endereço que consta no cartaz.

Programa de curso:

- Apresentação dos materiais e discussão sobre suas características, usos, vantagens e desvantagens
- Propostas para alcançar os resultados técnicos desejados e respostas a dúvidas gerais
- Breve abordagem da teoria de cores, suas interações e sua obtenção com lápis de cor
- Demonstrações de aplicação do método proposto
- Prática orientada de ilustração de objetos naturais trazidos pelos estudantes

Materiais (lista mais detalhada e com discussões é fornecida posteriormente):

1. Papéis
São sugeridos: Acervo Debret, Canson Mi Teintes, Canson bloco comum 200 g/m², Canson Fine Face, papéis tipo Bristol, papéis de aquarela HP. Evitar papéis opalina e sulfite, por serem muito lisos, ou Canson C à grain e similares, por serem excessivamente texturados (a não ser que prefira a textura).

2. Lápis:
São sugeridos lápis permanentes (à base de óleo), como Faber Castell Polychromos e Caran D’Ache Pablo. Outras marcas de sua preferência podem ser usadas, como Derwent, Prismacolor, Bruynzeel. Linha estudantil de marcas boas pode ser um bom início para os que ainda não sabem se continuarão com a técnica. Podem ser usados lápis aquareláveis também caso o inscrito já possua, apesar da preferência no curso ser pelos permanentes. De qualquer modo, o método ensinado no curso é a seco, sem uso de água ou solventes, mas o inscrito fica à vontade para utilizar isso se desejar.

3. Estilete ou apontador de mesa com manivela:
O apontador de mesa faz com que muitos minutos de trabalho (que perdemos usando estilete) sejam transformados em alguns segundos, e por isso é altamente recomendado. Não é qualquer apontador de mesa que se prestará bem, por isso posso sugerir apenas os da Derwent que trazem excelente custo benefício, especialmente o modelo Super Point. Mas também o modelo Mini, mais simples e mais barato, é muito bom. Ambos têm vídeos no YouTube que demonstram a qualidade da ponta feita e a desmontagem para limpeza.

4. Blender
Trata-se de um lápis sem pigmento que serve para espalhar e mesclar as cores sobre o papel e suavizar a textura. Essencial para nosso método. Sugiro apenas os das marcas Derwent e Koh I Noor Hardtmuth Polycolor. Mesmo marcas boas como Caran D’Ache podem apresentar um péssimo e ineficaz blender, por isso evite comprar sem conhecer.

5. Borracha branca plástica macia. Sugestão: Sakurafoam ou Pentel Hi-Polymer Soft. Evite Staedtler ou similar, pois são borrachas que com o tempo se despedaçam, além de serem danosas ao papel.

6. Caneta borracha (não é absolutamente indispensável, mas muito bem-vinda para apagar pontos e/ou faixas bem estreitas e precisas, evitando ter que “apontar” borrachas). Sugestão: Tombow Mono zero Elastomer Eraser 2,3mm.

7. Limpa-tipos. Sugestão Milan, Cretacolor, Design ou marca de sua preferência.

8. Papel vegetal ou manteiga para esboço ou transferência de esboços ao papel definitivo.

Biografia breve do orientador:

Rogério Lupo é biólogo formado em 1998 pela Universidade de São Paulo. Estudou Desenho Clássico e técnicas pictóricas diversas na Escola Clássica de Arte de São Paulo na década de 1990, sob orientação de Ángel Martínez. Desde então realiza ilustrações para o meio acadêmico científico e também editorial, bem como para projetos pessoais de investigações técnicas e representação de natureza.
Também leciona desde que se formou, tendo ministrado dezenas de cursos de técnicas variadas em diversas universidades e instituições de pesquisa, bem como em centros de arte e associações de ilustradores em muitas cidades por todo o Brasil e Estados Unidos. É autor de abundante material didático, na forma de apostilas fornecidas gratuitamente para download e também videoaulas disponíveis no YouTube.
Recebeu alguns prêmios importantes, estando entre os mais dignos de nota o primeiro lugar no Margaret Flockton Award (Austrália) em 2010 e 2013. Em 2016 participou da prestigiada 15a Exposição Internacional de Arte e Ilustração Botânicas do Hunt Institute (EUA), tendo sua obra adquirida para o acervo da instituição.

USA Workshop tour 2019


This is to announce a series of Scientific Illustration Workshops that will take place in some cities all over USA on March and April, 2019. Guidance: Rogério Lupo - Ilustração Científica. Save the dates, download your free guidebooks (see more info below) and get to practice.

The first venue will be Orinda - CA, hosted by Susan Mark-Raymond and Liz Stroh-Coughlin. Hybrid course* of graphite and pen nib and ink, on March 22-24. Supported by the Northern California Society of Botanical Artists and taking place at Woodhall, Orinda Woods.

The second venue will be Pasadena, CA, hosted by Teri Kuwahara. Hybrid course* of graphite and pen nib and ink, on March 27-29. Supported by the Botanical Artists Guild of Southern California and taking place at The Huntington Library, Art Collections, and Botanical Gardens.

Third venue is Denver, CO, hosted by Mervi Hjelmroos-Koski. Graphite on April 5-7 and two classes for pen nib and ink, one on April 8-10 and another on 12-14. Supported by and taking place at School of Botanical Art and Illustration at The Gardens.

Fourth and final venue is Richmond, VA, hosted by Phyllis Laslett. Graphite on April 18-20 and Pen Nib and Ink on April 26-28, plus a public lecture/demonstration on pen nib and ink happening on April 25. Supported by and taking place at Lewis Ginter Botanical Garden.

*In this hybrid course, both techniques - graphite and pen nib and ink - will be taught in the same class, but each attendee chooses only one of them for developing their projects.

Download your Guidebooks for free on the links
Graphite for Scientific Illustrations: https://pt.slideshare.net/…/graphite-for-scientific-illustr…

Pen Nib and Ink Guidebook: https://pt.slideshare.net/…/pen-nib-and-ink-guide-to-the-te…

The video lesson on Youtube indicated in the Graphite Guidebook is available here: https://youtu.be/C4L2oxuCEqI

Nova ilustração finalizada

Ambiente Amazônico em vista "ararérea" com Igarapé. Julho de 2018: Acrílico sobre papel tela Hahnemühle Acrylmalkarton, 35x24cm.
 Em breve reproduções em alta qualidade disponíveis na minha página Rogério Lupo - Ilustração Científica.
























As Araras são Ara macao (Araracanga), os Tucanos são Ramphastos tucanus (Tucano de papo branco) e os macacos Sapajus apella (Macaco-prego). Ambiente: Amazônia, região de Manaus - AM. As águas do Igarapé, cristalinas, assumem a cor avermelhada por serem tingidas pela matéria orgânica da decomposição vegetal.


Cópias de alta qualidade

Reproduções de ilustrações estão disponíveis em tamanhos A3 ou pouco maior, e A4 ou pouco maior ou menor (dependendo da obra).

Para ver as disponíveis visite os álbuns de fotos chamados "Originais e reproduções à venda" (separados em A3 e A4) da página do Facebook nesse link.

Pedidos por email (veja endereços no topo do blog à direita)




Apostila Gratuita - Método em Grafite

Está disponível para download uma apostila de minha autoria para compreensão e prática do grafite. É totalmente gratuita para baixar e compartilhar para fins não-comerciais. Bons estudos e aproveite!
http://pt.slideshare.net/bioartes/apostila-grafite

Veja também o vídeo que dá suporte ao estudo da apostila e tira dúvidas e mal entendidos mais comuns detectados em meus cursos:



ATENÇÃO: Há no site do Slideshare, onde a apostila está disponível, uma forma de visualizar em tela cheia, mas a qualidade dessa visualização é só uma amostra em baixa resolução e não permite ver como é a apostila em termos de qualidade. Para poder ver em excelente qualidade de imagem e texto, é realmente preciso baixar. Caso o site (Slideshare) solicite seu cadastro, faça-o, é rápido e fácil e eles não vão perturbá-lo com spam nem exigir nada. Será até bom que tenha conta e possa baixar outras coisas e eventualmente carregar arquivos para distribuir.

A apostila foi feita em uma única página de 4 metros de comprimento e está bloqueada para ser impressa. É feita mesmo para ser visualizada em tela.

Veja também a versão traduzida para Inglês e divulgue para seus contatos interessados. Esse versão está dividida em páginas, e pode ser impressa. Em breve a versão em Português será revista e publicada nas mesmas condições:

https://pt.slideshare.net/bioartes/graphite-for-scientific-illustrations
Ignore o artista, admire a obra

Esqueça a obra, admire a Arte

Conheça a Arte, admire a tinta

Esqueça a tinta, admire a Luz e a Cor

Conheça a Luz e a Cor, admire os Seres

Reconheça o Ser, admire a Vida

Rendering Textures in Graphite - payment

 

Rendering Textures in Graphite - click below to choose a payment opption

Ambiente Aquático no Sudeste Brasileiro


Acrílico sobre papel tela - Acrylic on canvas paper


















Capa do livro "Laguinhos - miniecossistemas para escolas e jardins" de Maria do Carmo E. do Amaral e Volker Bittrich

Vespa em scraperboard














Hemistephanus cylindricus - Stephanidae
Vespa
Scraperboard (ou Scratchboard nos EUA - nanquim raspado)
Fundo negro digital
Cliente: Prof. Dr. Alexandre P. Aguiar (Universidade Federal do Espírito Santo - UFES)